(99) 99199-0103

NO AR

MANHÃ SERTANEJA

Com William Jerônimo

Brasil

AÇÃO SOCIAL - COMUNIDADE INDÍGENA DA ALDEIA SÃO JOSÉ, EM MONTES ALTOS, RECEBE ATENDIMENTOS MÉDICOS.

Publicada em 18/12/23 às 17:48h - 89 visualizações

por FM Sorriso


Compartilhe
 

Link da Notícia:

 (Foto: FM Sorriso )
A conclusão do semestre letivo na Faculdade de Medicina de Açailândia (IDOMED Fameac) foi marcada por uma ação social enriquecedora. Alunos e professores foram até a Aldeia São José, situada no município de Montes Altos, para um dia repleto de experiências práticas. A comunidade recebeu atendimento de atenção básica em saúde e passou por exames médicos. A programação contou, ainda, com entrega de alimentos arrecadados e atividades lúdicas para as crianças da comunidade.

Para os estudantes, além de exercitar o conhecimento técnico adquirido nas aulas, a oportunidade foi também de imersão na riqueza cultural da comunidade indígena local. O objetivo, segundo explicou a docente Flávia Monari, foi transcender as barreiras da sala de aula, compreendendo as particularidades da comunidade e promovendo atendimentos humanizados para a saúde dos moradores.

"Nosso foco era trazer reflexões sobre a conduta médica e o papel transformador da formação médica na saúde, especialmente para aqueles que necessitam de cuidados especiais. A iniciativa representou um esforço genuíno para aproximar a instituição do contexto dos povos indígenas, reconhecendo suas necessidades específicas”, explica Flávia Monari, que coordenou a ação e supervisionou as atividades dos alunos na comunidade.

ATENDIMENTOS

Os atendimentos em saúde abrangeram exames para verificar a pressão arterial e os níveis de glicose dos adultos. A equipe ofereceu, ainda, orientações alimentares e realizou avaliações preventivas de saúde e bem-estar.

Enderson Fernandes, um dos acadêmicos presentes na ação, relata a experiência como enriquecedora e descreve um pouco do que foi o sentimento vivido na oportunidade: “Essa experiência ressaltou que a medicina não é apenas uma abordagem engessada, mas sim uma prática moldada pela diversidade cultural. A aldeia não apenas se tornou um espaço de aprendizado clínico, mas também um ambiente que destacou a importância da empatia cultural na formação médica.

A experiência reservou vários momentos memoráveis. A acadêmica Ellen Oliveira, inclusive, compartilhou o que mais lhe chamou a atenção durante a experiência: “Tivemos a oportunidade de conhecer suas pinturas na pele e alguns artesanatos. Dentre todas as ações que participei, esta foi a que mais me marcou, pela acolhida, pela receptividade e pela participação de uma população. Isso ficará para sempre na memória”.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

LIGUE E PARTICIPE

(99) 99199-0103

Copyright (c) 2024 - FM Sorriso
Converse conosco pelo Whatsapp!